Como superar uma separação da melhor forma

Caso o “felizes para sempre” não funcionar, parece que, um momento no fundo do poço parece ser inevitável. O divórcio é um dos acontecimentos com maior chance podendo qualquer pessoa deprimida.

O divórcio é um dos ferimentos mais menosprezados da nossa sociedade. Pensamos que o tempo irá curar as nossas feridas e resolver tudo. Mas este trauma precisa ser olhado, cuidado e curado apropriadamente.

Confira aqui dicas para passar o período com a integridade emocional preservada.

1. PRESERVE SUA AUTO ESTIMA

É improvavél enfrentar por um processo de divórcio sem ter sua auto estima fortemente abalada.

Tenha um tempo para você ir, resgatando hábitos que lhe fazem bem, procure a companhia da família e dos amigos e buscando auto conhecimento.

2. APOIO OS FILHOS

As crianças sofrem do mesmo jeito que os pais ao longo do processo do divórcio.

Respeitar a integridade dos filhos neste momento irá fazer a diferença na maneira como eles irão lidar com a situação, independentemente da idade.

Por isso procure fazê-los perceber que o marido e mulher não existe mais, no entanto o pai e a mãe vão estar sempre lá.

Ajude os filhos a falarem o que pensam, como raiva e medo.

Acabamos por subestimar a capacidade de entendimento dos filhos.

Ajude-os a entender o que está passando para conseguir acabar os fantasmas juntos deles

3. CONTATO ZERO

Seguir os passos do ex-marido, estando a par de suas movimentações ou de seu estado emocional e afetivo é demais comum entre as pessoas recém-separadas.

Isso só prejudica ainda mais o processo de separação, e coloquem a pessoa na situação de vítima. Querer saber do ex companheiro pelas redes sociais, aonde se publicam só momentos felizes que nem sempre foi tão feliz assim, pode levar a uma interpretação erronea do momento e só te machucar, dando a entender que o ex parceiro está superando esse período facilmente.

Sendo assim, a recomendação é de contato zero, com o ex-companheiro nos primeiros meses posteriormente a separação.

Esse vai ser o jeito mais fácil de atenuar o vínculo até rompê-lo.

Se você retém contato, isso te enfraquece e você não pode se desligar da relação

4. CUIDADO COM UM NOVO AMOR

O senso comum diz que somente um amor é capacitado de curar o outro. Todavia uma relação amorosa iniciada logo após o término de outra muitas vezes é uma grande armadilha.

A tendência de cair em relações abusivas ou tóxicas tende a ser maior nessa época.

Saiba mais sobre: como superar uma separacao

Um relacionamento que inicia sem você estar pronta provoca mais estrago do que a separação em si. O melhor, claro é passar pelas fases do luto, permitir-se a cura apropriada de fato, resgatando a sua identidade, fortalecer-se emocionalmente e reestruturar a sua vida. Assim que, quando você estiver inteira de novo, procurar um novo relacionamento pelos motivos certos, e não como uma muleta. A tendência é procurar em relações abusivas e tóxicas, que normalmente são horríveis.

5. FOQUE NO TRABALHO E ALTERE ROTINAS

A dificuldade em cuidar de assuntos profissionais e diárias é uma reclamação recorrente no período pós-separação. Dessa forma, recomendamos ser paciente e acolher suas dores e suas apreensão, mas sem descuidar do desempenho profissional. Procure se concentrar no trabalho, aceitando a sua vida atual sem descuidar do futuro e lembrando de ter as ações necessárias para ir até onde você quer estar pessoalmente e profissionalmente.

Saiba mais sobre: como superar uma separacao